Áreas de Atuação

O Conservador-Restaurador é o profissional capacitado para atuar de forma autônoma ou junto a instituições públicas e privadas, como museus, arquivos e bibliotecas, voltadas a preservação e salvaguarda do patrimônio constituído de bens culturais móveis e integrados, atuando na elaboração e na execução de propostas de preservação, conservação e restauração.

O Conservador-Restaurador tem as seguintes atuações:

– Planejar, organizar, administrar, dirigir, supervisionar e realizar atividades de conservação e restauração e de conservação preventiva de bens culturais móveis e integrados.

– Atuar em instituições de caráter público ou privado, cuja função seja a de manutenção e gerenciamento de acervos e do patrimônio, buscando implementar medidas de conservação preventiva e, sendo necessário, intervir para impedir a degradação ou desaparecimento de um bem cultural.

– Atuar como profissional autônomo na área da conservação, restauração e conservação preventiva podendo, a seu critério, porém em observância aos princípios técnicos e éticos da profissão, possuir espaço próprio onde desenvolva técnicas de conservação e restauração de bens culturais móveis.

– Compreender o aspecto material dos objetos que possuem significação histórica, artística e cultural e os seus processos de deterioração, a fim de prevenir sua degradação.

– Elaborar e fornecer laudos sobre estado de conservação de acervos para instituições de salvaguarda e empresas seguradoras.

– Prestar assessorias ou consultorias, para instituições públicas ou privadas, sobre a conservação, a restauração e a conservação preventiva de bens culturais.

– Acompanhar montagem de exposições, de transporte e de guarda de bens culturais móveis, propondo ações para garantir a segurança dos acervos.

– Atuar em instituições de salvaguarda de acervos (museus, arquivos, bibliotecas, centros de documentação, dentre outras), estabelecendo o diálogo e a cooperação com os demais profissionais das áreas afins.

– Implementar estudos, pesquisas e ações, voltadas à valorização do patrimônio.

– Estimular e promover a interdisciplinaridade da conservação, da restauração e da conservação preventiva com os outros campos do conhecimento.

– Orientar, supervisionar e executar programas de treinamento, aperfeiçoamento e especialização de pessoas nas áreas de Conservação-Restauração.

6 responses

19 03 2010
Aline

Olá, tenho curiosidade em saber qual a média de salário do profissional de conservação e restauro.
Obrigada

10 07 2010
Graziele

Olá! Minha dúvida é a mesma da Aline, gostaria de saber a média salarial para este curso, passei para meteorologia e para este, tenho que optar. Obrigada.

10 07 2010
conservacaorestauro

Prezada Graziele! Obrigado pela visita ao site do nosso curso!

Não é possível dar uma resposta precisa a sua questão. No entanto, é possível afirmar que os ganhos de um Conservador/Restaurador que atue de forma contínua na área, possa variar entre R$ 800 e R$ 5.000. Os ganhos irão depender de vários fatores. Desde a inserção em lugares com grandes demandas pela conservação do patrimônio, ou mesmo, com grandes concentrações populacionais. Técnicos em Conservação que ingressam no serviço público federal possuem salários em torno de R$ 1.200 reais. Restauradores que também ingressam no serviço federal, possuem ganhos em torno de R$ 1.700. Esses ganhos ainda aumentam em função do desenvolvimento dos planos de carreira ao longo do tempo. Em cargos no serviço público estadual, os salários para funções equivalentes são um pouco menores. O Conservador/restaurador pode atuar de forma autônoma. Os seus ganhos irão depender da qualidade do seu trabalho e de suas capacidades específicas de atuação. É comum alguns restauradores, por exemplo, concentrarem seu trabalho para a recuperação de móveis e bens culturais em madeira, ou com pinturas, livros e documentos, etc. Os ganhos com essa atividade, com prestação de serviço de qualidade, podem ultrapassam R$ 2.000 mensais. Alguns profissionais trabalham com projetos. Os ganhos irão depender do montante de recursos envolvido. Muitas vezes um projeto dura meses até ser efetivado, e os ganhos acompanham o período, podendo os conservadores/restauradores efetivarem um ou dois projetos por ano. É preciso ficar claro que dificilmente alguém ficará rico conservando ou restaurando Bens Culturais! No entanto, uma postura profissional séria e prestadora de serviço qualificado, onde o conservador explora o seu nicho específico de atuação, garante um retorno financeiro razoável.

27 09 2013
Lívia

Precisava de saber disso detalhadamente para fazer um trabalho, e você me salvou ! Obrigada.

9 12 2013
Raquel Cayres

Boa noite! Gostaria de saber se para exercer a profissão de Conservação e Restauro é necessário registro na Delegacia Regional do Trabalho – DRT, caso sim, existe alguma legislação? Lei, Decreto etc..

Att.

Raquel

27 05 2014
conservacaorestauro

Olá Raquel a profissão de conservador e restaurador ainda não foi aprovada, por isso ainda não tem nenhum conselho regulador, mas o que temos seria o codigo de ética do conservador restaurador (http://www.arquivoestado.sp.gov.br/preservacao/pdfs/CodigoEticaConservadorRestaurador.pdf).
Valeu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: