Livro de Isabel Halfen Torino

19 11 2012

Foi lançado na última feira do livro de Pelotas o trabalho de Isabel Halfen Torino chamado: “Um leque mandarim do Museu da Baronesa, Pelotas, RS: História, simbolismos e circunstâncias de restauro”. Isabel é conservadora-restauradora graduada pela UFPel, egressa da primeira turma de formandos do curso. De acordo com Isabel “este livro nasceu a partir de uma monografia apresentada como trabalho de conclusão do Curso de Bacharelado em Conservação e Restauro de Bens Culturais Móveis da UFPEL, orientado pela professora Andréa Bachettini e coorientado pela restauradora Keli Scolari. Ele é fruto de uma paixão antiga pelos leques, que foi crescendo ao perceber que esse objeto, ao longo da história, teve muitos papéis e significados além do simples caráter utilitário que sempre lhe atribuíram, constituindo-se em alguns momentos, em verdadeiros espaços de manifestações

artísticas, culturais, políticas e até ideológicas.  Percebendo, então a escassa bibliografia sobre esse assunto, resolvi unir a paixão ao trabalho: o restauro de um leque chinês do século XIX, acervo do Museu da Baronesa.

O resultado foi um livro acessível também ao leitor leigo, interessado no patrimônio cultural. No primeiro capítulo, ele encontra a perspectiva histórica e dimensão simbólica dos leques; no segundo, um pouco da história e a caracterização técnica e material desse leque chinês e no terceiro capítulo, os aspectos ligados à intervenção de restauro do leque mandarim, mas não na forma de um mero relatório técnico e, sim, buscando associar à interação entre a diversidade dos materiais constituintes e seus comportamentos, a reflexão sobre algumas dúvidas e questionamentos surgidos durante o trabalho. Essas questões foram colocadas e comentadas ao longo do processo de restauro, procurando uma conexão harmônica entre esses materiais, as teorias conservacionistas, os conceitos e a prática da intervenção.

A estimativa é a de que este trabalho venha a contribuir com informações úteis para esta e as gerações seguintes de conservadores, na intervenção de artefatos que possuam materiais semelhantes aos presentes nesta tipologia.

É um momento especial para mim a publicação deste livro que contou com o apoio da gráfica da nossa universidade, mas reconheço que a sua essência é constituída, também do trabalho de cada um dos professores do curso de Conservação e Restauro da UFPEL que colaboraram para a minha qualificação; do Departamento de Museologia Conservação e Restauro e de todos que se esforçaram para a criação do nosso bacharelado e, ainda da experiência  compartilhada com meus colegas de aula”.


Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: